26/07/2014

Entre Nós - Minha paixão por Animais


Essa coisa fofa ai é meu filho. Ele se chama Nick, da raça yorkshire terrier e tem vai fazer 2 anos, ganhei ele logo após o meu aniversário de 15 anos. Quem me segue no twitter deve vê que sempre posto foto de Nick seja dormindo ou bagunçando. Bom, sempre gostei de cachorros, do tipo muito mesmo e implorava a minha mãe para ter um, mas ela sempre negou. Um dia minha vó de consideração resolveu compra uma cadelinha poodle, eu falei a minha mãe que queria ela e depois de explicar muito que ela passaria o dia todo sozinha em casa, já que minha vó trabalhava na época e a prima da minha mãe também, ela permitiu pega a cadelinha. Foi a maior alegria da minha vida, mas as vezes eu ficava triste por que todo cachorro escolhe um dono e ela escolheu minha mãe, a que menos queria a cadela.

Lindinha, poodle.
Era a coisa mais linda do universo, toda peludinha, branquinha e tinha marcha champange nas costas. No começo é uma confusão só, você perder sandálias, ursos, seu lençol e até sua cama, mas no final você acaba perdoando seu cachorro pela bagunça. Não há nada mais gratificante que chega em casa e todo dia, ou hora, ele vim lhe receber com "pulos" de alegrias e latidos. Mas vocês sabem que cachorros não duram para sempre né? infelizmente. Perdi Lindinha aos 3 anos de idade, por uma doença no cérebro dela, gente eu chorava tanto, tanto. Não conseguia comer, nem nada, parecia que eu tinha perdido um filho. As pessoas acham bobagem, mas faz tanta falta.

Depois de alguns meses um amigo do meu irmão ofereceu um cachorro a ele, minha mãe no começo recusou pois não queria mais cachorro, que dava trabalho e tudo aquilo outro. Insistir muito, e tive a ajuda do meu pai, então quando nasceu a gente esperou desmamar para ir buscar. Gente era tão pequeninho, tem uma foto aqui no meu instagram - instagram. Ele chegou aqui em casa, era um santo bem quieto mas isso só durou uns dias, depois que ele se soltou ninguém segurou esse cachorro. 

Ele destruiu o hack da minha mãe, o sapato do meu pai, sempre que acordávamos encontrávamos tudo revirado, papeis mordidos, a gaveta do hack aberta, até meu xbox ele tirou do lugar. Eu me encantei muito por esse pequeninho, e como um cachorro sempre escolhe um dono para segui, ele escolheu a mim. Todo canto que vou na casa ele vem atrás, nesse exato momento ele está ao meu lado dormindo. Ter um cachorro é a maior alegria que pude ter, gente como você consegue negar algo a essa fofurinha? impossível. 


Esse é um pouquinho do meu coração a vocês, espero que tenham gostado. E vocês, tem algum animal de estimação? Ou sonha em ter? Sonho em ter um coelho hahaha. Conta ai comigo sua história de amor pelo seu animal.


8 comentários:

  1. ain que fofurinhasssss, eu tb amo animais, adoro cachorro.
    Que danadinho hein, destruiu o móvel.
    beijos
    www.beabadabeleza.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito danado!! As vezes ele me chama para brincar ás 2:30 da madrugada.
      Obrigada pela visita.
      Xoxo ;*

      Excluir
  2. Super fofysss... Adorei..
    Amei a foto da sua careta... heheh

    Beijinhos, amore... <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha sou apaixonada por essa foto!!
      Obrigada, bjs!

      Excluir
  3. AI QUE GRACINHAAAA
    MUITO FOFO
    MEU PAI NAO GOTA Q TENHAMOS CACHORRINHO,MAIS SOU APAIXONADA PELOS BICHINHOS LINDO DEMAIS
    MIL BJS
    WWW.ZILANDRAMAKES.COM.BR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? ele tem alergia? Minha mão também não gostava, mas acabou deixando.
      Obrigada pela visita,
      Xoxo ;*

      Excluir
  4. Ah essa paixão por animais eu também compartilho! Muito lindo seu filho!!!
    E a sua cadelinha que se foi também era linda também! É uma tristeza quando nos deixam, né?! Perdi a minha no início desse ano e há dois anos perdi uma uma gatinha. Elas fazem muita falta! São como filhos mesmo, né?! Pelo menos pra mim... Hoje tenho 3 gatos e ainda não tive coragem de adotar outro cãozinho.
    Mas fico feliz em ver pessoas como você, que respeitam os animais e os amam incondicionalmente!
    Parabéns!
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São meus amores eternos. Quando a minha se foi, meus pais tiveram medo que eu entrasse em depressão, é uma tristeza que eu nunca esperava passar.... São realmente como filhos. Nunca tive uma gata, meus pais não gostam... mas sempre quis ter, eu acho eles tão féis aos donos. Ah, quando eu morar sozinha quero ter pelo menos 4 cachorrinhos e quando ficar mais velha um canil. Eu sofro quando vejo animais na rua e não posso fazer nada, é muito triste saber que no mundo existem pessoas que maltratam animais.. são seres tão amáveis e respeitosos. Quem sabe um dia você não adotar um.. Obrigada pela visita,
      Xoxo ;*

      Excluir